domingo, 27 de março de 2011

Declaração de amor..para minhas amigas!


No meu bauzinho de preciosidades tenho guardado amigas muito especiais e diletas. Umas que moram a kilometros e kilometros de distancia mas que, apesar disso, fazem parte da minha vida de uma forma efetiva e especial e são tão importantes quanto aquelas que consigo chegar perto andando um quarteirão.

Uma dessas pecinhas que me acompanham nessa jornada me faz ,a cada dia, sentir mais alegria pelo nosso encontro. E ai escrevo esse post para, falando nela, dizer a todas as minhas poucas e amadas amigas o quanto são especiais pra mim (parecem que esquecem disso!)
Bem, mas deixa eu contar da Raqs.
A encontrei numa viagem, uma viagem de um pouco menos de 1.500 km....23 horas na estrada.
Estavamos sentadas num busão em lados opostos, eu na janela da direita, ela lá do outro lado, na diagonal, janela da esquerda. Ambas de óculos escuro, com a cara enterrada em um livro, com os ouvidos ocupados pelos fones do ipod.
Umas 5 paradas depois, estavamos tomando picolé e ela quebrou o gelo e me perguntou se eu não topava rachar um taxi com ela da rodoviária para o centro da cidade para onde estávamos indo.
Precisa dizer que a partir daí não deixamos de nos falar nunca mais?!
Ficamos juntas lá na cidade, acabei mudando minha passagem para 1 hora mais cedo e voltei com ela. Outras viagens apareceram e fomos juntas, e iremos juntas na próxima.
Descobrimos gostos em comum, problemas em comum, traumas em comum, pensamentos em comum e naquilo em que discordamos uma da outra, aprendemos...sim, porque a gente discorda em muita coisa, mas a gente se permite discordar e aprender o que é dificil pois nem todo mundo está disposto a olhar determinada situação sobre a ótica do outro.
Não nos vemos todos os dias, mas nos falamos todos os dias, nem que seja por SMS.
Compramos esmaltes juntas, nos maquiamos, falamos sobre os nossos casos amorosos, rimos até doer a barriga, dividimos conta do restaurante, fazemos o lanche da madrugada pós balada, frenquentamos os provadores das lojas juntas, trocamos roupas, uma cuida da outra, sempre.
Ela é diferente de mim, meu oposto. É agitada, neurada, louca, ligada na tomada...eu sou tranquila, calma, zem, com um sorriso sereno, achando graça de tudo...Ela faz o estilo rock in roll, pin up...eu faço o estilo fashionista basico arrumadinho despretencioso...e a gente vai se completando, rindo muito, curtindo a vida...uma acalmando a outra, segurando a onda, vivendo.
É minha amiga...mais uma amiga querida na acepção total da palavra...e isso me faz pensar em como a amizade é preciosa, nos engrandece, nos conforta, nos alegra e como, muitas vezes, a gente é displicente com esses anjos que riem com a gente, que choram com a gente, que nos acompanham - de verdade - nessa jornada chamada vida. Como eu fui displicente...

Perdoem, minhas amigas...todos os almoços que eu desmarquei, todos os aniversarios que faltei, todas as despedidas que fiquei de fora, todas as baladinha only for woman que deixei de ir, por causa de um relacionamento doente que eu teimava em romantizar...

Amizade é a cereja do bolo sim! É o que no final faz a vida ser bacanuda! Ou vai me dizer que você ta aí feliz sozinha?

Falando em amigas, não posso deixar de mencionar que nessa blogosfera já conheci pessoas tão especiais e importantes quanto as que moram por aqui, no bairro do lado.
Nessa vida "virtual" que de virtual mesmo não tem nada, conheci  uma moça em especial, alguem que já acompanha minha vida há mais de 5 anos...que me "viu" chegar em BH, que me "viu" sonhar, chorar, sorrir mas que, de fato, nunca me viu. Mas "ver" já não é essencial pois já conseguimos chegar ao coração uma da outra...E ela está sempre comigo, Rio-DF-POA...todas essas cidades me lembram dessa figura linda que também alegra minha jornada e que esse ano... ah, esse ano não acaba sem que eu a encontre e dê um mega abraço nessa moça.
Bia, eu vim aqui escrever sobre uma figuraça que acompanha minhas aventuras diárias ao vivo e a cores,   mas falar em amiga e não falar em você é como ir ao Rio e não vê o Cristo. Então aproveito a chance pra usar as palavras de Vinicius e dizer que "tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos; não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles", e você é uma dessas pessoas.

Namorar é bom, sexo é bom, frio na barriga é bom...mas ter amigas para rir de tudo no final...Ah, isso não tem preço. "E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos!"

4 comentários:

Karine disse...

Menina, não sei se foi o comentário que fiz. Cliquei umas 5 vezes em POSTAR COMENTÁRIO e não entrava. Enfim... coloco de novo:

Perdi as palavras, Carol! Que delícia também deve ser para essas meninas serem amigas suas! Receber essa declaração de amor... caramba!!! Perdi as palavras!!!

Micha Descontrolada disse...

post maravilhoso...
legal ter feito uma amiga asim numa viagem.
e a Bia? ela é mara demais mesmo...vem pro rio com ela ano q vem..vamos pular o carnaval juntas.

Uma ótima semana para você!!!

/(,")\\
./_\\. Beijossssssssss
_| |_................

Lulu on the Sky® disse...

Bela homenagem a suas amigas. A Bia tive o prazer de conhece-la pessoalmente no casamento da Micha em Niterói. Divertidissima.

Alice Voll disse...

Gente, shorey! Olha, eu tb amo meus amigos, demais da conta e vc com certeza é especial demais pra mim, muito mesmo!
Dentro em breve nos veremos, certeza!