quinta-feira, 28 de julho de 2011

Eu li: Feios

Não lembro bem quando foi a primeira vez que vi esse livro a venda, mas o certo é que foi "atração a primeira vista". Não sei se pela capa, ou se pelo título, mas sei que fiquei intrigada embora não tenha trazido de imediato para vir morar na minha estante.
Daí que esse mês, enquanto todo mundo se jogava nas liquidações fashions, eu corri na livraria e arrematei alguns livros que estavam na minha wish list há algum tempo (depois mostro todos em um post de comprinhas), aproveitei a promoção e, entre outros, comprei Feios, na Leitura, por R$ 9,90 (imperdível né?).
Mas, vamos ao livro
- conteúdo retirado da capa do livro -
Em um mundo de extrema perfeição, ser normal é feio.
Séculos depois da destruição da civilização industrial em um apocalipse ecológico, a humanidade vive em cidades-bolha cercadas pela natureza selvagem. Lá, Tally Youngblood é feia. Não, isso não significa que ela é alguma aberração da natureza. Não. Ela simplesmente ainda não completou 16 anos. Em Vila Feia, os adolescentes ficam presos em alojamentos até o aniversário de 16 anos, quando recebem um grande presente do governo: uma operação plástica como nunca vista antes na história da humanidade. Suas feições são corrigidas à perfeição, a pele é trocada por outra, sem imperfeições ou – nem pense nisso – espinhas, seus ossos são substituídos por uma liga artificial, mais leve e resistente, os olhos se tornam grandes e os lábios, cheios e volumosos. Em suma, aos 16 anos todos ficam perfeitos.
Tally mal pode esperar pelo seu aniversário. Depois da operação, vai finalmente deixar Vila Feia e se mudar para Nova Perfeição, onde os perfeitos vivem, bebem, pulam de paraquedas, voam a bordo de suas pranchas magnéticas, e se divertem (o tempo todo). Seu único trabalho é aproveitar muito. Mas, enquanto espera que as poucas semanas até completar 16 anos passem, Tally precisa se distrair.
Uma noite, ela conhece Shay, uma feia que não está nem um pouco ansiosa para completar 16 anos. Pelo contrário: Shay pretende fugir dos limites da cidade e se juntar à Fumaça, um grupo de foras-da-lei que sobrevive retirando seu sustento da natureza.
Para Tally, isso é uma maluquice. Quem iria querer ficar feio para sempre, ou se arriscaria a voltar para a natureza e queimar árvores para se aquecer, em vez de viver com conforto em Nova Perfeição e se divertir à beça? Mas, quando sua amiga desaparece, os Especiais, autoridade máxima deste novo mundo, propõem um acordo com Tally: unir-se a eles contra os enfumaçados ou ficar feia para sempre. Tally, porém, acaba se envolvendo em uma conspiração e descobrirá que, por trás de tanta perfeição, se esconde um terrível segredo.
Sua escolha irá mudar o mundo para sempre.

Li Feios em 4 dias noites. É o tipo de livro que me faz colar fita crepe nas pálpebras para que elas não fechem.
No início confesso que, assim como a Ana Carô, achei a Tally uma chata. Torcia para que ela escorregasse da pracha voadora mas, depois de muito desejar esfregar a cara feia dela num muro de chapisto (ando tão malévola) ela me conquistou e fiquei feliz com a mudança de atitude (uma hora tinha que mudar né? pelamor)
O ambiente é pós apocalíptico, nós morremos há 300 anos e a forma como os personagens do livro se referem a nossa geração me fez pensar bastante na nossa sociedade atual. Somo os "enferrujados".

Tudo se passa em um mundo futurístico, há pranchas voadoras como meio de locomoção (e eu não conseguia não pensar no surfista preateado durante toda a narrativa dos voos), nanocola, purificadores de água capazes de transformar xixi em água potável (ecat), anel de interface e mais um monte de tecnologias do gênero.
Diferente do que eu pensava, Feios não aborda tão somente a ditadura da beleza, vai mais além, trata do respeito a escolhas, critica o desperdício e o consumismo desenfreado, trata do controle político, do acesso a informação, da alienação em massa, do avanço tecnológico que afronta a ética.
Terminei de ler a última página do livro querendo correr até a livraria mais próxima e comprar o segundo volume da série: Perfeitos, mas o relógio marcava 3h30 da madrugada e em BH não há livrarias 24h.
Sim, o fim é surpreendente e te deixa alucinado para saber o que vai acontecer. Recomendo!

Como eu disse, Feios é o primeiro livro de uma série escrita por Scott Westerfeld que é composta por Perfeitos, Especiais, e o ainda não publicado no Brasil, Excepcionais. Todos entraram para a lista de best sellers do NYT (mas essa coisa de best seller me faz lembrar aquele post da Dani, então, relevem essa informação)
No blog da @frioli há as capas de Feios no mundo (achei bem legal)

10 comentários:

Bia disse...

Menina, já me indicaram um que chama Feia, fiquei com vontade!
Esse aí não curti, vampiros, ficação, ets, futuro, bruxos curto nada disso! =/
Ainda junta que gosto é de literatura brasileira!

Karine disse...

Querida Carol, adoro ler suas mensagens sempre!!! Sempre muito carinhosa comigo o que me emociona de-mais!!!
Olha, fiquei com muita vontade de te mandar um cartão postal dessas bandas de cá. Passe-me seu endereço por email que já, já você recebirá unzinho aí, na sua casinha!!!
Ainda não tive tempo de dar um passeio pela cidade. Cheguei há dois dias e ainda estou me encontrando por aqui. Mas, uma coisa é certa: o povo é amável à beça.
E onde você tinha vontade de estudar? Eu estou na Universidade de Lisboa infelizmente por 3 meses. Tô adorando a universidade. Esse ano ela completa 100 anos de vida e está em ritmos comemorativos.
Te mando uma beijoca da terra lisboeta, onde faz um calor tremendo. :))))

Lulu on the sky disse...

Carol, eu sou meio chata pra ler livro. Peguei gosto por aqueles da Marian Keyes, mas mesmo assim não são todos dela que eu gostei.
Big Beijos

Endry disse...

Nem vai acreditar se eu disser que comprei hoje mesmo "Feios" por R$ 9,90 na Saraiva, né?! Nem era ele que estava procurando, mas por acaso fui ver quanto estava (bookaholic e curiosa, haha) e me apavorei pela pechincha e trouxe para casa! :D
Estou doida para ler, apesar de ter vários na frente esperando, aliás me deixaste com mais vontade ainda de lê-lo! *-*

beijinhos, ótima sexta!
Ah, amanhã, acho que posto no blog... Estava fazendo tanta coisa fora da internet que não consegui postar! #sorry

Micha Descontrolada disse...

eu já vi na livraria várias vezes e sempre fico com vontade de comprar..mas to com tantos acumulados aqui, mais de 20, q to me segurando na compra de livros...

qto ao abecedário da felicidade, tirei a página da revista e está na minha geladeira. hj mesmo já reli ao acordar...

Um ótimo fim de semana para você!!!

/(,")\\
./_\\. Beijossssssssss
_| |_................

Bruxa do 203 disse...

Preciso ler! Gosto desse tipo de livro. Assuntos como ditadura da beleza, padrões, consumismo, dão boas histórias.

Respondendo a sua pergunta, moro em Porto Alegre.

Vanessa disse...

Eu não curto ficção :~

subindonosalto.com disse...

ai Carol, que vontade que eu fiquei de ler esse livro agora! será que eu dou a sorte de correr para a Leitura aqui de JF e encontrá-lo pelo mesmo precinho amigo? AUHAUHAUHAU! adoro esses livros de séries *-*

;*

@viihrs
@SubindoNoSalto
subindonosalto.com

Amanda F. Soldi disse...

Já li varias resenhas sobre esse livro, parece ser mto bom ! Mas eu me interessei msmo foi no site q vc comprou ! adoreei carol :)
Beijos,


Amanda
MAONAMAKE.COM

Lucimere disse...

Bem, eu não sou do tipo de curtir isso ou aquilo qdo o assunto é leitura, música e filmes, posso gostar de vários estilos, depende do assunto, tema, som...etc. posso gostar/ amar/ adorar do que normalmente não me agrada, pois tudo depende de uma lógica que não dá para descrever,explicar pois é uma coisa minha, muito particular e doida, mas confesso que o seu entusiasmo me chamou a atenção mais do que o assunto em si e pelo preço acho que pode valer a pena. Saraiva?