segunda-feira, 6 de setembro de 2010

Sendo rabugenta...


Ás vezes eu sinto muita raiva de mim mesmo.
Raiva porque ou eu não sei o que eu quero, ou eu sei muito bem o que me agrada e o que eu quero mas meu outro eu me xinga, me bate e tenta remediar a caca.
Tem horas que minha personalidade parece múltipla, e os pensamentos me atacam por todos os lados. Uma personalidade é egoísta, mimada e egocêntrica, a outra é benevolente, meio submissa, medrosa, ainda tem outra que se envergonha das duas e tenta ser racional, centrada e apaziguadora mas essa sente na pele as conseqüências do sapo engolido pelas outras duas personalidades.
Na verdade o que me parece é que um lado meu tem medo das conseqüências da realização das vontades do outro lado e isso é um saco.
Cedo, sob protestos, me coço fico com alergia, meu coração fica esmagado, me dá falta de ar, o choro fica preso, não durmo direito, tenho vontade de xingar o mundo...e um belo dia, eu nem sei porque mais, estou triste, tanto são os sapo engolidos.
Frouxa! É o que sou...
Tenho medo de levar na cara porque no fundo eu sei que se eu fizesse minha birra falar mais alto levaria um belo sopapo e me ignorar é um tapa sem mão que doi demais. Mimada é o que eu sou.

Meu feriado perfeito seria a dois, vendo um filminho em casa, andando pela rua de mão dada, falando bobagem e rindo dela...Dia calmo em que a gente percebe que a felicidade vem das coisas simples. Dia em que eu não precisaria calçar o salto, fazer a make, me preocupar com o cabelo, nem mostrar o sorriso pre fabricado...é dia de ficar de short e camiseta aninhada no colo dele enquanto a vida passa... Mas não...Caiu um meteoro no meio do meu ideal de paz...PLUFT! Vou ser obrigada a dar sorrisos falsos e gratuitos, a ficar em uma mesa de vinkings comendo como se não houvese amanhã, arrumadinhaa, de salto, e make...conversando e ouvindo conversas sobre assuntos que não estou nem um pouco interessada...aquele zumzumzum irritante, aquela alegria temporária...cena de propaganda de refrigerante ao lado de amigos que não são meus...por causa de uma pessoa que, eu sei,  não tem a mínima consideração por mim.
Odeio ter que fazer o social.
Pra mim é desperdício de tempo, desperdício de um feriado...Mais um dia em que eu tenho que fazer cara de feliz, ser simpatica. Não que eu não seja...mas é duro ser com alguem que não te desperta isso naturalmente.

Mas é ou isso ou...briga, desacertos, discussões...parece que meus motivos nunca são entendidos e é ai que eu me sinto a mimada das mimadas, a egoísta com chifres diabólicos e risada maquiavélica. Porque se fica um clima chato, a culpa, minha amiga intima, me abraça me oprime.
Isso me faz mal...mal....mal...
Ainda mais porque eu deixei de ir para o hotel fazenda, andar de cavalo e mergulhar com meus filhos postiços (a.k.a sobrinhos) pequenininhos, para curtir um colo amado, um silencio a dois, uma coisa quieta, simples e deliciosa...
Agora vou ter burburinho...e burburinho de quem eu acho um saco, num programa que não me anima nem um pouco.
Tenho consciência do meu lado anti-social bicho do mato. Tenho consciencia total que ando meio rabugenta...Mas a verdade é essa embora me doa e me envergonhe.
Como diria Caetano, cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é....e essa sou eu: um doce e um poço de alegria quando faço o que eu quero fazer, e extremamente irritada, mal humorada e rabugenta quando sou obrigada a desempenhar um script.

Imagem: Google

4 comentários:

Alice Voll disse...

Amiga, ter pensamentos divergentes é comum, somos assim, todos seres humanos são!
agora quanto a ceder, é normal em um relacionamento, mas não faça disso uma constante, porque as pessoas montam na gente, isso é fato! então, quando for uma coisa insuportável demais, não faça e se a outra pessoa nunca te entende é hora de ou sentar e conversar francamente e de verdade ou partir pra outra, sei que é chato mas acontece!

Amanda Dragone disse...

Também sinto que ao mesmo que sou algo, sou o oposto... é conflitante, mas só nos resta aceitar. E quando achamos que mudamos, na verdade só amadurecemos e finalmente aceitamos. ;)

♥ ÉriS ♥ disse...

oiie bom dia
tenha um otimo feriado!
Bjks

Lu Barreto disse...

As vezes, infelizmente, necessitamos fazer isso. Mas,procure não tornar isso uma regra, vc tem todo o direito de não querer também. E isso não quer dizer que vc seja mimada. nem sempre queremos a mesmas coisas que os outros querem e isso é mais do que normal.Fique bem. Bjs