domingo, 2 de outubro de 2011



Hoje é domingo, e normalmente eu deveria postar links legais que colacionei durante a semana.
Até tenho alguns comigo, mas não quero fazer isso...
Não quero colocar links...

Hoje estou no auge da solidão, da pior espécie. Aquela solidão que bate quando há muita gente por perto, mas ninguem com quem você possa abrir o coração. Muita gente ao lado enquanto você é condenado a sobreviver a solidão do seu infinito particular.

Queria falar para alguem o que anda se passando aqui dentro. A confusão que há. A luta de mim comigo mesmo. Coração numa batalha árdua com a razão. O lado prático tentando nocautear todo o apelo físico. O discurso tão firme sendo traído pelo desejo insano.

24 horas sem conseguir pensar em outra coisa e felizmente amanhã é segunda feira e poderei mergulhar no adorável mundo do trabalho e ficar, ao menos, 9, 10 horas sem ser crivada por lembranças e pensamentos que apertam o peito.

O pior talvez não seja estar sentindo tudo isso...O pior talvez seja não poder confessar o sentimento. Nao ter pra quem admitir que aquela casca dura foi quebrada. Que alguem, com muito jeito, anda escalando os muros que construi ao meu redor. O ruim é manter a pose durona, "autosuficiente"...Começo a temer que toda minha convicção esteja sendo abalada.

Isso me irrita muito.
E me entristece não poder compartilhar. Queria falar, queria dizer como é, o que houve...queria alguem para segurar minha mão e me ajudar a correr pra longe. Não me encoraje,  todo o meu corpo e coração já estão me encorajando demais e não sei até quando serei capaz de aguentar firme, inabalável.
Meu exército está muito debilitado.

Hoje a solidão me dói. Não há ninguem para desabafar, ninguem para me ajudar a drenar essa avalanche de sentimento e quereres.

Domingo chato.
Caminhei mas não adiantou. Levei Nando Reis e Frejat comigo. Não adiantou. Aliás, Nando Reis sempre me acompanha nessas fases criticas em que o coração começa a fraquejar...

Só me resta torcer para que minha sanidade me mantenha a salvo. Minha razão vença a batalha. Não quero, não posso, não devo...É um bolo de chocolate suculento servido no meio da dieta...as consequencias não são boas e o prazer é passageiro.

Vem sentar do meu lado, me ouvir e me ajudar a correr pra longe daquilo que meu corpo e coração mais quer??

10 comentários:

Camyli Alessandra disse...

Nossa Carol oque ouve?0o

é bom falar e escrever sobre esses momentos mesmo que desconexo e xingado mas tem que jogar toda essa dor e saudade para fora...

fique bem!

Duda - @tea4two_ disse...

Carol minha linda... Ei!
Você não está sozinha nãooooooooooooooooo... coloca tudo isso no papel e envia pra mim! :)
vai ajudar, certeza! :)

um abraço bem apertado! :)
:*

Lulu on the sky disse...

É díficil ficar sozinho. Para muitas pessoas parece um fardo, para outras um empecilho. Tem momentos que me sinto assim. Procuro ocupar minha cabeça com coisas que me façam feliz. Ligue para uma amiga, combine de sair, alimente sua cabeça com pensamentos bons.

Condicione que a felicidade está em você e a pessoa que você encontrará vai compartilhar sua vida e não será sua condição para ser feliz.

Big Beijos

Tábata Cristiane disse...

Dá a impressão que são palavras "soltas" Ao mesmo tempo não.. Chorar faz bem, eu não abro mão de chorar quando não estou me sentido bem por dentro, comigo dá certo.

Monique Larentis disse...

primeira vez que visito o blog e me encontro com essa foto de um parque vazio no outono, so seu texto falando de solidão..
o que eu tenho a dizer (apesar de que possa parecer fácil só dizer), vá e deite na grama, olhe para o céu azul e ouça atentamente o canto dos passaros e o que eles tem a lhe contar..
com certeza em meio a tantas coisas lindas que verá, aparecerá um arco-íris e você vai dizer: "Que linda a vida", mesmo você estando ali sozinha, só você e os passaros..
tenha um lindo dia :)

Micha Descontrolada disse...

eita, Carol, fase difícil.
só posso torcer pra ela passar logo, mas q seja resolvida na essência.


Uma ótima semana para você!!!

/(,")\\
./_\\. Beijossssssssss
_| |_................

Danniele disse...

Eu sei como são esses dias de solidão, Carol ): Mas sempre passam né? Passam como todos os dias ♥

Beijos :*

Endry disse...

Flor, custei a conseguir comentar aqui. E não foi só falta de tempo... Difícil escrever sobre sentimento, sobre o que é difícil controlar, prever, imaginar. Eu espero que estejas bem.
Aliás, estou com saudades dos teus posts, querida! Sei que é por um bom motivo, mas gosto muito de tua presença por aqui *-*

Beijinhos :*

Bia disse...

ai amiga, pelo menos o 3o parágrafo está garantido!
amo vc!

Cih_colorex disse...

Que tal um milkshake com uma amiga!? Depois batata frita e umas fofocas!
Só isso pra me tirar do desânimo e fazer pensar em outras coisas!
Se precisa, estou aqui, Carol! Kiss