sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

Andei Assistindo #2: Amor e Outras Drogas

Amor e Outras Drogas
Sinopse:Jamie Randall (Jake Gyllenhaal) é um sedutor incorrigível do tipo que perde a conta do número de mulheres com quem já transou. Após ser demitido do cargo de vendedor em uma loja de eletrodomésticos, por ter seduzido uma das funcionárias, ele passa a trabalhar num grande laboratório da indústria farmacêutica. Como representante comercial, sua função é abordar médicos e convencê-los a prescrever os produtos da empresa para os pacientes. Em uma dessas visitas, ele conhece Maggie Murdock (Anne Hathaway), uma jovem de 26 anos que sofre de mal de Parkinson. Inicialmente, Jamie fica atraído pela beleza física e por ter sido dispensado por ela, mas aos poucos descobre que existe algo mais forte. Maggie, por sua vez, também sente o mesmo, mas não quer levar adiante por causa de sua doença.
O que eu achei: Na sinopse que li o filme parecia tratar de um casal desacreditado do amor, e que, consequentemente, evitava relacionamentos. Com Jake Gyllenhaal (o lindo Principe da Pérsia) e a sempre adorável Anne Hathaway, esperava encontrar no cinema uma comédia romantica daquela para assistir acompanhada de um pote de sorvete. Aproveitei meu horário de almoço na quarta-feira e fui ao shopping pertinho do escritório. O que vi?? Qualquer coisa, menos uma comédia romantica, aliás, não sei se existe este genero mas eu classificaria Amor e Outras Drogas como sendo um "drama romantico". Eu não ando muito de chorar não, a insensibilidade anda me perseguindo massss ouvi os sniffffssss no cinema.
O filme traz um romance (complicado) que tem por fundo a industria farmaceutica, a disputa ferrenha que existe entre os grandes laboratórios, as redes de relações médicas, a ética, influencias e problemas que existem no meio, onde muitas vezes o capital e os interesses particulares são (como sempre) colocados como prioridade.
O romance é bem clichê, não acredito que seja sustentável (mas a minha opinião nessa fase da vida é um pouco comprometida) mas fica claro a questão das escolhas que se faz e das consequencias que cada escolha produz na sua vida.
Em resumo, achei um pouco forçado demais: uma garota doente que faz boas ações levando velhinhos para consultas em outras cidades, um cara que até então era um fracasso lutando para crescer na empresa, um outro fodão que será derrotada pelo mocinho do filme, um casal que não acreditava no amor fazendo muito sexo e logo depois se descobrindo apaixonado...enfim, clichê.
Agora, a trilha sonora do filme é bem legal!!

4 comentários:

Karine disse...

Aaaahhhhhh, poxa... odeio filmes clichês!!!! Acho perda de tempo.
Saudades de passar aqui para comentar. Espero que esteja bem.
Uma beijoca.

Lucimere disse...

Tá, mas vc não disse se valeu a pena ver; "Um pouco forçado" e "clichê" é igual a "mesmo assim vejam" ou "não vejam" (rs)
Bom FDS
bjo

subindonosalto.com disse...

Sabe que gostei? Achei lindo ... mas na tpm eu acho qualquer romance lindo, então né?! UAHAUHAUHAUHAUHUA Amo Anne e Jake ... adorei os dois fazendo parzinho romântico. hoho*

:*

@viihrs
@SubindoNoSalto
http://subindonosalto.com

Endry disse...

Eu quero ver de qualquer jeito, pois o filme é com a Anne , né?! ADORO! E sou uma doida viciada em clichês românticos... Sou uma romântica perdida na vida!! hahaha

beijinhos :*